domingo, 17 de setembro de 2017


não temos nome somos apenas 
objetos que respiram

quando o tempo não se gasta com a respiração
envelhece com os instantes guardados no fundo das gavetas

enumeramos solidões onde o corpo se torna lento
e a pouco e pouco atravessamos outonos sem precisar de mapas




maria sousa
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...