deixaste-me sobre a pele um rasgão que já não dói.

 mas quando a memória da noite consegue trazer-te intacto, fecho os olhos, o corpo e a alma 

latejam de dor.



Al Berto
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!