Vou deitar-me outra vez no meu lugar e deixar o teu à tua espera. 


Vem de noite sem eu dar conta e acordar contigo ainda no teu sono


e tocar-te e seres tu. 





Vergílio Ferreira
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!