Por mim, é por isso que oculto as mãos. 
Tenho-as todas queimadas





Herberto Helder

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!