os dias sem ninguém

pequeníssimos recados escritos à pressa

a machucados nos dedos







Al Berto,
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!