Tinha lágrimas nos olhos e estava infinitamente feliz por ouvi-lo respirar a seu lado.




Milan Kundera
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!