Um dia
sem ouvir a tua voz
é como descobrir
que o mar morreu.



David Mourão-Ferreira
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!