eu vou deixar você voar

bater as suas asas pra longe de mim


Enquanto Houver Razões

Jorge e Mateus
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!