as minhas palavras exigem silêncio e espaços abandonados




Alejandra Pizarnik
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!