Pode inventar-se verbos? 

Quero dizer-te um: Eu te céu.

Assim as minhas asas estendem-se, enormes, para amar-te sem medida…




Frida Kahlo
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!