segunda-feira, 24 de outubro de 2016


para morrer,
qualquer lugar,
qualquer corpo,
e qualquer boca me serve.



António Boto
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...