quando você diz o que ninguém diz;
quando você quer o que ninguém quis;
usa lousa pra que eu possa ser giz;
quando você arde alardando sua teia cheia de ardis;
quando você faz a minha carne triste quase feliz;
você me faz parecer menos só,
menos sozinho;
você me faz parecer menos pó,
menos pozinho.


Zeca Baleiro
Postar um comentário

Postagens mais visitadas