Foi nessa mesma tarde que percebi o quanto ele estava frágil, embora aparentemente normal e bonito como sempre. 

Mas parecia vacilar às vezes – só parecia, qualquer coisa nos olhos, no passo -, como se fosse cair. 

Não caía. 

Por trás da fragilidade física escondia-se uma extraordinária força.




Caio Fernando Abreu
Postar um comentário

Postagens mais visitadas