A solidão de dois numa mesa.
A solidão de dois numa cama.
A solidão de dois, quando um só deles ama.




Vicente Gallego
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!