Talvez a minha solidão seja excessiva, mas eu detestei sempre as coisas mundanas. 

Estar com as pessoas apenas para gastar as horas é-me insuportável.



Eugénio de Andrade
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!