sexta-feira


Tranquila Sexta-feira

abandonada Sexta-feira

Sexta-feira cada vez mais triste como ruelas antigas

Sexta-feira de indolentes pensamentos indispostos

Sexta-feira de sinuosos e nefastos espreguiçamentos

Sexta-feira de nenhuma expectativa

Sexta-feira de rendição.

Casa vazia

casa solitária

casa trancada contra a investida da juventude

casa da escuridão e ânsias de sol

casa de solidão, augúrio e indecisão

casa de cortinas, livros, guarda-louça, fotografias.

Ah, como a minha vida fluiu silenciosa e serena

como uma corrente profunda

através do coração dessas silenciosas, abandonadas Sextas-feiras

através do coração dessas tristes casas vazias

ah, como a minha vida fluiu silenciosa e serena.






Forough Farrokhzad
Postar um comentário

Postagens mais visitadas