O cheiro de terra. 
O cheiro de chuva. 
O cheiro da infância. 
O cheiro de quem se gosta. 
O acorde daquela risada que acorda tudo na gente. 
Essas coisas. 
Outras coisas. 
Todas, simples assim.



Ana Jácomo
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!