reparaste como o outono este ano veio por outro lado, como se fosse pelo lado de dentro? 





Manuel António Pina
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!