vem

com teu sabor de açúcar queimado em redor da noite

sonhar perto do coração que não sabe como tocar-te




al berto
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!