Os lábios.
Distante, arrefecida chama.
Não só os lábios, também as estrelas
são distantes.
E os bosques. 
E as nascentes.
Também as nascentes são distantes.
As nascentes onde os lábios, 
onde as estrelas bebem.. 
Só o deserto é próximo, 
só o deserto.


Eugénio de Andrade
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!