Na lista dos teus fins venho no fim
de uma página nunca publicada,
e é justo que assim seja. 




António Franco Alexandre
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!