Devolvo o corpo que pedi emprestado pra me carregar nos ombros e deixo você ir, meio de saco cheio dessa saudade



Gabito Nunes
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!