Mas o que me arrebenta é o que deixei de fazer. 
O remorso do que aconteceu é sempre menor do remorso do que não fiz.


Fabrício Carpinejar
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!