Já começou a esquentar, eu penso em você. 
A cidade está linda. 
O inverno guardado nos ossos vai indo embora aos poucos. 
Como um degelo, por dentro. 
Me dá notícias
Se encontrar um daqueles telefones, ligo qualquer noite. 
Você vem mesmo em julho
Sinto saudade, ando meio só. 
Um beijo, cem beijos,



Caio Fernando Abreu
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!