"Eu mais uma vez me pergunto como é mesmo que se faz a coisa mais profunda do mundo com total superficialidade. 
Como é que se ama sem amor? 
Como é que se entrega de dentro de uma prisão? 
Nunca soube..."





 Tati Bernardi 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!