Com urgência....



teus dedos perguntavam pra minha blusa se meu corpo acolheria um delinqüente





Martha Medeiros
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!