"Entre uvas meio verdes
E desejos já maduros
Entre uvas meio verdes, meu amor não te atormentes 
Certos ácidos adoçam a boca murcha dos velhos 
e quando os dentes não mordem
e quando os braços não prendem
O amor faz cocega
O amor desenha uma curva, propõe 
Uma geometria … 
Amor é bicho instruído!"



Carlos Drummond De Andrade
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!