"...Da lua ela não tinha receio porque 

era mais lunar que solar e via de olhos 

bem abertos nas madrugadas 

tão escuras a lua no céu.

Então ela se banhava nos raios lunares...

E ficava profundamente límpida..."




Clarice Lispector
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!