Adoro dormir com o som da chuva reboando nas calhas. 
Adoro o criptar do fogo no inverno, em que as chamas ficam conversando alto o que eu não entendi. 
Adoro o vento cochichando sobre o mar no verão. 
Somos feitos de som. 
Precisamos de pouco para levar o ouvido a dançar, muito pouco.



Fabrício Carpinejar.


**E o som do MAR....
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!