Chorei porque não era mais uma criança com a fé cega de criança. 

Chorei porque não podia mais acreditar e adoro acreditar. 

Chorei porque daqui em diante chorarei menos. 

Chorei porque perdi a minha dor e ainda não estou acostumada com a ausência dela.




Anaïs Nin
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!