Estou só, cheio de mim, como aquela nuvem
que tem lá dentro a calma de ali estar.



Franco Loi
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!