Já não anjos caídos
os teus lábios,
mas deuses transportados
pelos meus


Ana Luísa Amaral,
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!