Ser forte, na verdade, não é ser indestrutível e impenetrável. 
É saber lidar com sua fraqueza. 
E viver, mesmo sabendo que a vida, eventualmente, pode te deixar em pedaços. 
E que esses pedaços nunca serão consertados ou refeitos. 
No máximo, serão colados e mesmo assim, nunca serão como antes. 
Ser forte é abraçar esses pedaços remendados e saber que são eles que definem quem você é.



Iolanda Valentim.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!