"A gente perde, e se perde nos detalhes. 
Na ligação não feita, no esquecimento de uma data especial, na pequena promessa não cumprida, no ” eu também” depois de um “eu te amo”. 
A gente olha pras montanhas, e esquece das pedrinhas. 
Esquece que os holofotes cegam, mas as pequenas luzes iluminam todo o ambiente. 
A maioria do que realmente importa é quase microscópico, e precisa de sensibilidade pra perceber. 
Troianos perderam apenas por não observar bem o cavalo de Tróia. Aquiles morreu por esquecer de proteger somente o calcanhar. 
O infinito se faz com os “agoras”, e as grandes virtudes estão camufladas em pequenos gestos."


A Menina e o Violão
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!