"Retirou uma fita da cabeceira da cama, apanhou o cabelo na nuca e suspirou, completamente acordada: 
"ficarei no teu sonho até à morte".


Gabriel García Márquez

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!