terça-feira, 14 de outubro de 2014


talvez num dia
em que de mim já nada exista
te lembres de dois braços
que te abraçavam convulsivamente
nessa altura
deixa que os lábios te sangrem
deixa que o sangue te corra pelo peito

e as mãos
essas
abandona-as...



Mário-Henrique Leiria
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...