(...)

Era como se a cada passo eu me rasgasse um pouco, 

porque minha pele tinha ficado presa 

naquela mulher






Chico Buarque
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!