Não peça coerência ao mistério nem peça lógica ao absurdo.




((Lygia Fagundes Teles))
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!