a janela não tem mais paisagem
e com a respiração tornou-se baça
é como se fosse noite

com vozes presas na respiração
digo-te:
quando o silêncio está demasiado cheio
a primeira coisa a fazer é tapar os espelhos




maria sousa
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!