As feridas mal cicatrizadas voltavam a sangrar como se fossem de ontem.



Gabriel Garcia Márquez
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!