"Guarde segredo que te quero e conte só os seus pra mim, faça de mim o seu brinquedo, você é meu enredo, vem pra cá. 
Te quero, te espero, não vai passar o amor não falta estar. 
O mar de sol no leito do lar que nem um rio pode apagar, o amor é fogo e ferve queimando, estou ferido agora e sigo te amando, você pode acreditar! 
A mesma carta, o mesmo verbo, em sonho só viver pra ti. 
Quem tem a chave do mistério, não teme tanto o medo de amar, me cego, te enxergo, não vai passar o amor não tarda estar. 
Te quero, te espero, não vai passar, o amor não falta estar. 
Você pensa em mim, eu penso em você, eu tento dormir, você tenta esquecer, longe do seu ninho, meu andar caminho, deixo o óbvio faço os meus pés no chão, sou mais um na multidão."



Marisa Monte.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!