não serve para nada olhar o mar quando sei que morres longe de mim. 

Por isso vou pelas ruas e magoô-me 



Al Berto
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!