sábado, 31 de agosto de 2013


Quero me encantar mais vezes. Admirar mais vezes. Compartilhar mais amor. Dançar com a vida com mais leveza, sem medo de pisarmos nos pés uma da outra. Quero fazer o meu coração arrepiar mais frequentemente de ternura diante de cada beleza revista ou inaugurada. Quero sair por aí de mãos dadas com a criança que me habita, sem tanta pressa. Brincar com ela mais amiúde. Fazer arte. Aprender com Deus a desenhar coisas bonitas no mundo. Colorir a minha vida com os tons mais contentes da minha caixa de lápis de cor. Devolver um brilho maior aos olhos, aos dias, aos sonhos, mesmo àqueles muito antigos, que, apesar do tempo, souberam conservar o seu viço. Quero sintonizar a minha frequência com a música da delicadeza. Do entusiasmo. Da fé. Da generosidade. Das trocas afetivas. Das alegrias que começam a florir dentro da gente.”




Ana Jácomo

"Mas, Pensar na Pessoa Que se Ama, 
É Como Querer Ficar à beira d'água, Esperando Que o riacho, 
alguma Hora, esbarre de correr".



Guimarães Rosa

domingo, 25 de agosto de 2013

sexta-feira, 23 de agosto de 2013


Os homens não olham as mulheres que acabaram de amar porque têm medo.


Têm medo do que podem encontrar no 
fundo dos olhos delas. 






Mia Couto,

domingo, 18 de agosto de 2013

Vou!



Quem quer sair de uma história, cala-se e vai embora.
Porque as grandes dores são mudas.
E decisões definitivas não se demoram em explicações.



Marla de Queiroz


“…Os sonhos não determinam o lugar onde vocês vão chegar, mas produzem a força necessária para tirá-los do lugar em que vocês estão. Sonhem com as estrelas para que vocês possam pisar pelo menos na Lua. Sonhem com a Lua para que vocês possam pisar pelo menos nos altos montes. Sonhem com os altos montes para que vocês possam ter dignidade quando atravessarem os vales das perdas e das frustrações. Bons alunos aprendem a matemática numérica, alunos fascinantes vão além, aprendem a matemática da emoção, que não tem conta exata e que rompe a regra da lógica. Nessa matemática você só aprende a multiplicar quando aprende a dividir, só consegue ganhar quando aprende a perder, só consegue receber, quando aprende a se doar…”




Retirado de http://niibjsmil.tumblr.com/ - the words fly

Põe-me o braço no ombro, eu preciso de alguém.



 Jorge Palma

domingo, 11 de agosto de 2013

As Mãos do Meu Pai:



As tuas mãos tem grossas veias como cordas azuis
sobre um fundo de manchas já cor de terra
— como são belas as tuas mãos —
pelo quanto lidaram, acariciaram ou fremiram
na nobre cólera dos justos...

Porque há nas tuas mãos, meu velho pai,
essa beleza que se chama simplesmente vida.
E, ao entardecer, quando elas repousam
nos braços da tua cadeira predileta,
uma luz parece vir de dentro delas...

Virá dessa chama que pouco a pouco, longamente,
vieste alimentando na terrível solidão do mundo,
como quem junta uns gravetos e tenta acendê-los contra o vento?
Ah, Como os fizeste arder, fulgir,
com o milagre das tuas mãos.

E é, ainda, a vida
que transfigura das tuas mãos nodosas...
essa chama de vida — que transcende a própria vida...
e que os Anjos, um dia, chamarão de alma...




Mário Quintana

**Parabéns Pai! Parabéns Pais!

terça-feira, 6 de agosto de 2013

domingo, 4 de agosto de 2013

♫ ♪ ♫ ♫ ♪ ♫ ♫ ♪ ♫


"A correnteza do rio
Vai levando aquela flor
O meu bem já está dormindo
Zombando do meu amor.
Na barranceira do rio
O ingá se debruçou
E a fruta que era madura
A correnteza levou..."


Djavan  

Vim aqui me buscar porque, para onde quer que eu olhasse, eu não me encontrava. 

Porque sentia uma saudade tão grande que chegava a doer e, embora persistisse em acreditar que ela reclamava de outras ausências, a verdade é que o tempo inteirinho ela falava da minha falta de mim […] 

Vim aqui me buscar. Aqui, no meu coração.



Ana Jácomo

sábado, 3 de agosto de 2013

sexta-feira, 2 de agosto de 2013


"explicar com palavras deste mundo
que partiu de mim um barco levando-me."



Alejandra Pizarnik
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VaZiOs