EsquecimentO


ninguém esquece um corpo que teve
nos braços um segundo – um nome sim.



Maria do Rosário Pedreira
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!