DEIXEI DE OUVIR-TE...


DEIXEI DE OUVIR-TE. 
E SEI QUE SOU 
MAIS TRISTE COM O TEU SILÊNCIO.

PREFERIA PENSAR QUE SÓ ADORMECESTE; 
MAS SE ENCOSTAR AO TEU PULSO O MEU OUVIDO 
NÃO ESCUTAREI SENÃO A MINHA DOR.

DEUS PRECISOU DE TI, BEM SEI. 

E NÃO VEJO COMO CENSURÁ-LO

OU PERDOAR-LHE...




Maria do Rosário Pedreira
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!