Eu me perdi... Perdi Você... Perdi a voz... Agora sou, somente um...



Reinventar a perfeição da vida que é a do seu milagre e estupidez. 
Calar de mim a voz do meu excesso e ser todo no meu nada. 
E esquecer, esquecer o antes e o depois, sobretudo o que está antes e depois de todos os depois e antes. 






Vergílio Ferreira
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!