sábado, 26 de outubro de 2013



A boca,
onde o fogo
de um verão
muito antigo
cintila.
O que pode uma boca
esperar
senão outra boca?

 

Eugénio de Andrade
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...