Doce veneno:


"Sorrindo, mergulhávamos os lábios no veneno quando pensávamos que bebíamos o antídoto."



José Luís Peixoto
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!