Ponho o ouvido à escuta de encontro ao mundo:
  ouço-me para dentro...



Herberto Helder
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!