"…eu quero a sorte de matar a monotonia dos dias
com olhares, 
salivas, pernas e suores
dignos de transformar qualquer tédio em poesia...


 Maria Rita
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!